terça-feira, 20 de janeiro de 2009

Momento Pasquale


Anda me irritando ver a Carolina Dieckmann na televisão todos os dias dizendo, num comercial, que a "sombrancelha mexeu". Fico pensando em quantas vezes aquela fala foi repetida, já que gravação é repetição atrás de repetição. Como deixaram ir ao ar? Sei que muita gente comete esse erro, e acho, sinceramente, que a pobre da sobrancelha ganhou um m por conta da SOMBRA que a gente passa nas pálpebras, ali, pertinho dela.  É a única explicação, né não?

Sei que em tempos de novo acordo ortográfico, em que os pingüins inconseqüentes viraram pinguins inconsequentes e que ideia e voo não têm mais acento, isso pode parecer bobagem, mas, como escritora, não acho nada bacana um anúncio que passa em rede nacional ter um erro dessa dimensão. Fica aqui meu protesto contra a sombrancelha da Carolina. 

Erros como esse não aconteceriam a torto e a direito se as pessoas lessem mais. Sei que sobrancelha é apenas uma das muitas palavrinhas que criam confusão na cabeça das pessoas, assim como registro (que muita gente diz resistro), mortadela (que para muitos é mortandela) asterisco (quantas pessoas dizem asterístico?)e por aí vai. 

Outra coisa corriqueira é ver substantivos masculinos, como grama e telefonema, serem tratados como femininos (as pessoas pedem duzentas gramas de salaminho, já repararam? E também pedem para dar uma telefonema, em vez de um). Nossa língua não é fácil e, mais, ela é viva. Por isso, sem querer puxar sardinha pra minha brasa, mas já puxando, nada melhor do que ler bastante e aprender, sem querer, a grafia correta das palavras.  

Nossa, que momento professor Pasquale! Desculpa, povo, mas precisava desabafar.

Falando em livros, comecei o ano bem e acabei de ler duas biografias sensacionais: Os Irmãos Karamabloch - Ascensão e Queda de um Império Familiar, que conta a saga dos Bloch (ótimo para jornalistas, futuros jornalistas e gente que gosta de uma boa história), pelo ponto de vista do Arnaldo Bloch (que, claro, é membro do clã) e a biografia da Leila Diniz, escrita pelo Joaquim Ferreira dos Santos. Irretocável, emocionante (chorei várias vezes devorando o livro), alegre (ri várias vezes devorando o livro), perfeita. Sem exagero. Gostaria de esbarrar com ele só para falar: Valeu, Joaquim! Arrebentou, Joaquim! Nota mil, Joaquim! 

Bitocas estaladas nas sobrancelhassss

18 comentários on "Momento Pasquale"

Camila on 20 de janeiro de 2009 19:54 disse...

É complicado né Thalita ? O Português não é uma língua fácil, e a população ainda é "obrigada" a conviver com pequenos erros em um meio tão popular que é a televisão!
(Eu já não sei se fácil e língua tem acento!)
Beijos
=*
Milinha

Lorena Lais on 20 de janeiro de 2009 20:29 disse...

É VERDADE,porque as pessoas não lêem mais? ;) e ainda mais agora com essas novas regras do português que algumas palavras que antes usava acento que agora não se usa mais! tô me confundindo toda!
Thataa, o livro sem título..ja tem um título ? *-*
e DIVA, só tem aquele evento la m Búzios? eu quero ver logo aquela agente LOTADAAA!
Beeijoos :*

Helen M.R. on 20 de janeiro de 2009 20:54 disse...

Acredito que português não é meu forte. Mas acho que temos que nos esforsar para aprender pequenas coisas no dia-a-dia!
Thata, vc decorou as regras de acentuação ??/
((com musiquinhas fica fácil! neah?! além de mais divertiidOo! ;)

**Aaah.. aproveitando o desabafo!! Ideia sem acento parece tãOo estranhoo!!!! ¬¬'

BjaOo

Helen M.R. on 20 de janeiro de 2009 20:57 disse...

Thataaaa!!!

Agora q vc me lembrou do assunto escola. Outro dia fiquei curiosa em saber...

Como foi o trote quando você passou na faculdade???
((pq no seu ensino médio não teve trote neah????))

Me conte qualqer dia Okay?!

=*

Naiara Lisboa on 20 de janeiro de 2009 21:20 disse...

Thalita, tbm acho esses erros péssimos. Tem gente q acha q esses erros são pequenos e sem importancia, mas p/ mim é terrivel!!!

Thata, vc decorou as regras de acentuação ??/[2]

Beijos!!!
Adoro vc!!!

Marina on 20 de janeiro de 2009 21:34 disse...

Putz, eu sempre falei "asteristico e sombrancelha" e olha que eu leio bastante, mas essas palavras raramente aparecem em histórias..hauahua ou eu quem deixei de notar, mas o fato é que agora eu aprendi :D hehehe.. beijoss, e adoro seu blog, ele tb me ensina :)

Thalita Rebouças on 21 de janeiro de 2009 02:26 disse...

Marina, adoreeeeei seu comentário, menina! Que bom que agora você vai passar a falar do jeito certo.
Helen, meu trote foi muito engraçado, aqui no Rioos trotes são mais divertidos que em Sampa. Me pintaram a cara, fui pra rua pedir esmola pros carros pra dar pros veteranos tomarem chope, matei formiga a grito (isso é uma das brincadeiras mais divertidas de trote, ver um bando de jovens manés gritando pro rodapé de uma parede. Bizarrão!)... Faz tempo, não lembro de muito mais coisa, lembro que gostei e fiz muitos amigos naquele dia.
Naiara, Helen e Cajuzinha, o livro não tem título ainda e eu ainda não decorei as regras novas. Mas preciso, né?
Camilinha, fácil e língua continuam acentuadas, sua coisa fofa!

Helen M.R. on 21 de janeiro de 2009 10:03 disse...

:P

Queem diz q é maiis divertidoo???

hsausahusahsausahusahau
Aqui tambem teeem essas brincaderas...

Dependendo da escola, a minha por exemplo, até no ensino médio tem!
*-* Esse ano eu vo poder pixar os bixOos!!! xD
Não vejoo a horaaa!!!
Ah você de cara pintada deve ter ficadOo liiindaaa!!! saausahusahau!
BjaOo

Yasmine Haikal on 21 de janeiro de 2009 10:08 disse...

Thalita,
Eu vejo aquela propaganda, e sempre percebo, por mais que ela tente nos fazer acreditar que a Carolina ama o suco, nao tem como. Se voce reparar bem na quantidade de suco no começo da propaganda e no final, ela nao bebe nem uma gota.

Eu simplesmente fico de boca aberta quando vejo uma pessoa falar errado assim. Como disse a Lorena, as pessoas tem que ler mais. E é o que eu sempre digo, sem leitura ninguem vai pra frente.
Thalita, seu blog é muuuito fofo e eu amo estar comentando aqui sempre que posso. Te amo!
Beeijos na bochecha,
Yasmine.

Camila on 21 de janeiro de 2009 10:17 disse...

Só acrescentando...
Realmente, se as pessoas tivessem maior acesso a leitura e a livros de qualidade se tornaria mais fácil aprendermos essa língua tão fascinante que é a nossa! Muito bacana Thalita, a sua iniciativa de usar palavras não tão comuns ao nosso cotidiano em seus livros! Eu começo a cursar Jornalismo agora em fevereiro, e terei a sorte de estudar ainda as novas regras ortográficas.

Fala sério né ? Não se pode ser escritora e escrever errado( gafes acontecem e errar é humando, claaro) Mas quero me dedicar e fazer o melhor possível...

Beijinhos...

Milinha

The Popcorn Writer on 21 de janeiro de 2009 14:58 disse...

Thali, acho que aprender a falar e escrever de maneira correta lendo os seus livros é uma coisa tããão ruim e realmente um sacrifício para mim fazê-lo! Ainda mais com essas regras novas, que eu já to achando uma chatice ainda no começo, mas pra aprender nada melhor que ler os maravilhosos exemplares thalitescos!
Saudade de você, dos seus eventos e de toda a sua alegria que eu agora só posso presenciar nas sextas de manhã!

Beijos, Helena!

Gabii on 21 de janeiro de 2009 16:38 disse...

Thataa!

É verdade, as pessoas predisam ler maais!
Aqui, eu tbm quero ver sua agenda LOTADA pra esse ano! Inclusive com Minas no meiio!

Te aamo!

Beeijos. ♥

Virótica on 23 de janeiro de 2009 01:13 disse...

Aaaaaah, eu fico louca da vida quando ouço "casas germinadas", "embolsar a parede", "própio"...

"Sombrancelha" é triste mesmo...ainda não ouvi esse comercial, não...

allddy on 23 de janeiro de 2009 15:12 disse...

Também acho horrivel erros de português na Tv,que é um meio de comunicção
e acho horrivel essas mudanças na língua,acontecerem repentinamente,logo esse ano que irei prestar vestibular hauahuahauahauah
que isso Tha,blog é feito para fazer desabafos e outras coisitas mais mesmo rsrsrsrsrsrsrsrsrsrs
estou anciosa por ler fala sério pai..
bjj thaaa

Alzira Câmara on 25 de janeiro de 2009 14:39 disse...

Concordo c vc, cara Thalita.Sou professora de Língua Portuguesa e a cada dia q passa, fico pasma com tantas barbaridades lingüísticas(com ou sem o trema, né?) que vejo, leio ou apenas escuto nos meios de comunicação. Os próprios jornalistas cometem erros absurdos. Acredito q realmente a leitura assídua de todos(formados, estudantes, domésticas, etc) melhoraria o grau de vocabulário e aproveitamento da nossa língua, que como disse Camila, no comentário, "não é fácil", mas pode se tornar gostoso e mais acessível. Basta querer!!!
Alzira Câmara

Ana Elisa on 25 de janeiro de 2009 15:37 disse...

Oi Thalita! Quanto tempo!
Amei o que você escreveu e concordo com tudo
hahahaha

beijo enorme

Laís on 28 de janeiro de 2009 13:39 disse...

Valeu pela dica dos livros...
Já tô acabando o meu "O futuro da humanidade" e já estava pensando em qual seria o da vez!

Super válido o post!
Burrice me irrita!

Beijitossssssssss

Victor on 16 de fevereiro de 2009 03:13 disse...

Eii thalita; essa propaganda da carolina eh do produto fabricado aki na minha cidade; Manhuaçu; Gula Fruits!
ahuahuahua; realmente nao tinha reparado q ela fala "sombrancelha"; está certissima em corrigi-la!
te amoo; beijaaoo